Inverno: Cuidados específicos com o cabelo

Marcado por baixas temperaturas e tempo seco, o inverno altera o funcionamento natural das glândulas sebáceas, que estão localizadas na pele e no couro cabeludo. Neste período, algumas pessoas sentem o cabelo mais oleoso que o normal e outras reclamam que os fios parecem mais ressecados e difíceis de pentear.

Segundo a instrutora do Instituto Embelleze Cristiane Cotrin, de Curitiba, aquele banho quentinho que não dispensamos nos dias frios é o principal agravante do ressecamento e do excesso de oleosidade. Por isso, ela recomenda trocar a água quente pela morna. Se você não conseguir, evite passar horas prolongadas no banho.

De acordo com Sidney Fabri, hairstylist que atende no Cat’s Cabeleireiros da Vila Olímpia, os fios cacheados e quimicamente tratados são os que mais sofrem durante os dias frios. Por isso, ele aconselha não lavar os fios todos os dias e indica a aplicação diária de um leave-in (ou creme de pentear) no comprimento e pontas.

No entanto, Sidney alerta que o uso do leave-in varia de acordo com o tipo de cabelo. Para fios finos e sem volume, o hairstylist indica o uso de produtos em spray, que não pesam o fios. Já para fios de textura média, ele recomenda o uso da versão em creme, desde que seja em pouca quantidade. “Já cabelos grossos exigem o uso combinado de leave-in e reparador de pontas”, acrescenta.

O uso frequente do secador, chapinha e modelador de cachos pode ressecar e danificar ainda mais o cabelo na estação mais fria do ano. Para evitar este problema, aplique sempre um protetor térmico. Além disso, o hairstylist recomenda também o uso de um bom reparador de pontas para prevenir o ressecamento. “Nos casos mais críticos, aconselho uma hidratação, para repor a água e os nutrientes do cabelo”, aconselha.

Cabelos Descoloridos

Quem tem fios descoloridos – total ou em mechas – sabe o quanto o cabelo perde a maciez, o brilho e a penteabilidade após ser clareado. No inverno, se não houver cuidados específicos, as chances dos descoloridos ficarem ressecados, embaraçados e quebradiços são muito maiores.

Para ser descolorido, o cabelo é exposto a uma mistura obtida com pó descolorante e água oxigenada, que retira mais do que pigmentos de sua cor natural: abre as cutículas do fio e remove também as proteínas naturais presentes no núcleo da fibra capilar.

De acordo com o hairstylist Felipe Guimarães, o “cabeleireiro dos Youtubers” que atende no Urbe Hair JSalles, a descoloração deixa agressões evidentes, por isso, além de visitar o salão de beleza para realizar hidratações e reconstruções constantes, é preciso também ficar atenta com alguns cuidados diários.

No inverno, costumamos a tomar banho com água quente – que, como vimos acima, resseca o cabelo, a pele e causa caspa no couro cabeludo. No caso do cabelo descolorido, a água quente ainda desbota a intensidade da cor e piora o ressecamento das pontas.

Como não existe alternativa para a água quente no inverno, o jeito é investir em produtos específicos para cabelos descoloridos. “É possível sim ter um cabelo loiro, saudável, protegido e cheio de brilho e vida. Você só precisa dos produtos certos”, acrescenta o profissional.

Felipe ainda ressalta que shampoos, condicionadores e cremes de tratamento comuns costumam ter substâncias que, ao entrar em contato com cabelos danificados pela descoloração, contribuem para a quebra, pois estas formulações não repõem as vitaminas, e ainda fazem com que a cor perca sua intensidade.

Outra dica do expert é diminuir o uso de secador, chapinha ou babyliss ou, pelo menos, investir em produtos que oferecem proteção térmica e evitam que os fios queimem internamente ao serem expostos ao calor.

*****

Serviço:

Cat’s Cabeleireiros – Tel. (11) 5181-2154

Instituto Embelleze

Urbe Hair JSalles – Tel. (11) 3884-9289

Deixe uma resposta